10 cuidados no pregão para contratar um escritório de projetos

Tempo de leitura: 2 minutos

Adote os 10 cuidados no pregão para contratar um escritório de projetos que irá elaborar os projetos do empreendimento que sua administração irá construir.

Dentro desses 10 cuidados no pregão para contratar um escritório de projetos há muitas  dicas que nem sempre a legislação vai mostrar, mas que costumamos ensinar em nossos cursos e ver a sua utilidade na prática, no dia a dia.

Por isso, elaboramos esses principais tópicos pra você:

10 cuidados no pregão para contratar um escritório de projetos

1 – Nunca contratar por meio de adesão as atas de SRP: As obras possuem características distintas.

2 – Possua um programa de necessidade bem definido.

3 – Cuidado com os braços de execução, que é comum os escritórios de projetos possuírem

4- Um dos cuidados no pregão para contratar um escritório de projetos é Criar restrições com empresas e sócios do escritórios, evitando que os mesmos sejam sócios de construtoras ou possuam parentes até o terceiro grau.

5- A licitante deverá declarar que possui em seus quadros, profissionais com acervo técnicos de elaboração de projetos por especialidades; e conhecimento legal em obras públicas, para adequar os projetos às regras da lei e do TCU.

6- Outro, entre os cuidados no pregão para contratar um escritório de projetos é Exigir declaração de que os autores dos projetos sejam os mesmos do quadro, podendo ser substituídos por outros com acervo igual.

modelo nomeação fiscal

7- Exigir atestado de capacidade técnica operacional de que a empresa já elaborou projeto semelhante em complexidade e valor, à 50%, no mínimo, em M².

8- Exigir que a empresa conheça as características do local da obra e da cidade: Mão de obra, materiais, equipamentos, logística, dados climáticos etc…

9- Exigir que o projeto não possua mais do que 10% de erros, com multas por percentual que ultrapassar esse limite.

10- Por fim, o último dessa lista de cuidados no pregão para contratar um escritório de projetos é: Exigir que a empresa acompanhe a obra até sua entrega; faça as correções durante a execução; faça o “as built”; e transfira os direitos autorais à Contratada.

1 comentário


  1. Boa noite! Ótimas dicas no blog. Nesse sentido, gostaria de saber se possuem um quadro fechado de instrutores? Trabalho na área do direito administrativo e financeiro (AFCI da CGU), realizo instrução pelas escolas oficiais (Enap e Esaf), tenho livros e revistas publicadas. Caso queiram maiores informações, pesquisar meu nome no google.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *